Hemorroidas – Ligadura Elástica

Ligadura elástica das hemorroidas através do anuscópio

A ligadura elástica é um meio simples, rápido e eficaz de tratar hemorroidas de primeiro e segundo grau e pacientes selecionados com hemorroidas de terceiro grau. A ligadura da hemorroida com um elástico estrangula e necrosa o mamilo hemorroidário levando a cicatrização isquêmica e consequente fixação do tecido no canal anal superior.  O tecido ligado é eliminado, juntamente com o anel elástico dentro de 7 a 10 dias.


Início da aspiração – Mamilo dentro do cilindro – Anel colocado na base do mamilo


A ligadura elástica pode ser realizada com segurança em mais de um local em uma única sessão com um dos vários instrumentos disponíveis que usam sucção para atrair a hemorroida para dentro do aplicador.


A colocação do elástico muito próximo da linha pectínea pode causar dor intensa devido à inervação somática e requer remoção imediata. ​

Indicação da ligadura elástica das hemorroidas através do anuscópio
A ligadura elástica está indicada para as hemorroidas de I e II graus, quando apresentam resultados semelhantes aos da cirurgia, mas sem os seus efeitos colaterais.

Classificação das hemorroidas internas de acordo com o tamanho e grau de prolapso ( de Goligher)

Imagem​Hemorroidas primeiro grau (grau I), o paciente apresenta um aumento no número e tamanho das veias hemorroidárias, não há prolapso, mas sangram eventualmente ao evacuar e aos esforços físicos.

 


 

Imagem

Hemorroidas de segundo grau (grau II), os mamilos hemorroidários saem para fora (prolapsa) do canal anal no momento da evacuação e aos esforços físicos, mas retornam espontaneamente. O sangramento é mais frequente.

 


Imagem

Hemorroidas terceiro grau (grau III), também ocorre o prolapso hemorroidário no momento da evacuação e aos esforços físicos, mas este necessita de ajuda manual para o seu retorno. O sangramento é mais frequente e intenso.

 


Imagem

Hemorroidas de quarto grau (grau IV), apresenta um prolapso hemorroidário permanente e irredutível, o que traz maior desconforto ao paciente.

 


Contra indicações
  • Hipertonia do esfíncter interno.
  • Sepse anorretal: dermatite, fissura, fístula e abscessos anorretais.
  • Doenças Sexualmente Transmissíveis: Condiloma acuminado (HPV), Herpes, etc.
  • A imunodepressão e Doença de Crohn não contra-indicam os procedimentos, mas limitam o tratamento a apenas um mamilo por sessão e, para alguns autores, tanto a ligadura elástica ou a escleroterapia são preferíveis à cirurgia nestes pacientes com alterações no estado geral e na cicatrização.
  • Uso de Aspirina, AAS e qualquer anticoagulante. Necessário suspender 7 dias antes e ficar sem usar por mais 2 semanas.

Complicações da ligadura elástica da hemorroida

A complicação mais comum da ligadura elástica da hemorroida é dor ou desconforto anal, que geralmente é aliviado pelos banhos de assento com água mornaanalgésicos e anti-inflamatórios e prevenção do ressecamento (fezes duras) com a dieta rica em fibras e líquidos e/ou com laxantes osmóticos leves ou agentes formadores de massa

Outras complicações incluem pequeno sangramento decorrente da úlcera que se forma após a queda do mamilo ligado, estrangulado e necrosado; retenção urinária, trombose hemorroidária externa e, muito raramente, sepse pélvica. Os pacientes devem parar de tomar anticoagulantes por uma semana antes e duas semanas após a ligadura elástica.


O que você pode apresentar após a ligadura elástica da hemorroida

A resposta e tolerância ao procedimento são individuais, enquanto umas pessoas voltam a atividades regulares quase imediatamente outras podem necessitar de 1 a 2 dias de repouso domiciliar.
Reflexo vagal: alguns pacientes, imediatamente após as ligaduras, apresentam tontura com sudorese fria e palidez. Efeito fugaz, melhorando em poucos minutos com o repouso.
Dor anal: tipo aperto, ou mesmo apenas um desconforto (vontade para evacuar), de curta duração (24 a 36 hs), e melhora com uso dos analgésicos prescritos. Dor severa é incomum e precisa ser comunicada por estar associado à infecção.
Sangramento anal: geralmente de pequeno volume e ocorre junto às evacuações. São raros os sangramentos intensos que necessitam de hospitalização e cirurgia para a resolução.
Infecção local: complicação rara e caracterizada pela febre, dor anal intensa, latejante e contínua; geralmente acompanhada da dificuldade para urinar, mas na sua maioria, responde rapidamente ao uso de antibióticos e raramente evolui.
Retorno dos sintomas das hemorroidas: deve-se ao aparecimento de novas hemorroidas, as quais são, na sua maioria, facilmente religadas.


Comparação da ligadura elástica com hemorroidectomia cirúrgica tradicional

A revisão realizada por Shanmugam et al. em 2005, comparando a ligadura elástica através do anuscópio com a cirurgia tradicional, confirmou a eficácia a longo prazo da hemorroidectomia tradicional para hemorroidas de 3º ou 4º graus, mas a custas de maiores taxas de complicações, maior tempo de recuperação e afastamento do trabalho, dor mais intensa, necessidade da presença do anestesista e de hospitalização. Apesar destas desvantagens o grau de satisfação e de aceitação dos pacientes foi semelhante. 


Isenção de responsabilidade

As informações contidas neste artigo são apenas para fins educacionais e não devem ser usadas para diagnóstico ou para orientar o tratamento sem o parecer de um profissional de saúde. Qualquer leitor que está preocupado com sua saúde deve entrar em contato com um médico para aconselhamento.