Prurido Anal

Introdução:

O prurido (coceira) anal consiste em uma patologia bem definida e na maioria das vezes de difícil tratamento. Acomete mais os homens que as mulheres, de preferência os adultos jovens (20 aos 40 anos).

Classificação:

  • Primário ou idiopático ( sem uma causa identificável):
    • Higiene: Quando precária ou pelo uso de um sabão inadequado ou pela fricção vigorosa.
    • Calor e umidade: O que é atribuído a transpiração provocada por uma roupa apertada, um clima quente ou ainda a realização de exercícios vigorosos.
    • Dieta: Bebidas como café, chá, refrigerante, leite, cerveja e vinho foram associados ao prurido e também tomates, frutas cítricas, chocolate e outras.
    • Causa Psicogênica: Ansiedade e talvez a natureza erógena da região perianal são fatores, que juntos, podem dificultar o tratamento.
  • Secundário a uma causa identificável:
    • Vazamento fecal oculto: Devido a um relaxamento passageiro e anormal do esfíncter anal resultando em um vazamento oculto de muco e/ou fezes. Constipação com impactação de fezes endurecidas no reto pode permitir o vazamento de fezes líquidas ou muco pelo ânus por transbordamento.
    • Doenças anorretais: Fístulas, hemorróidas prolapsadas, fissuras, plicomas grandes, condiloma acuminado, hidradenite supurativa e neoplasias podem causar coceiras.
    • Dermatopatias: Psoriase, dermatite seborreica, eczema atópico, líquen plano e outras.
    • Dermatite de contato: Aplicação tópica de ungüentos, desodorantes, pós, sabões e supositórios podem irritar a região e às vezes as pomadas usadas, sem ser prescritas por um proctologista, podem piorar o quadro.
    • Infecções: Fungos, principalmente a Cândida que tem predileção pelas áreas úmidas e mornas. Bacteriana primária ou secundária às escoriações causadas pela coceira.
    • Parasitas: Oxiúrus, sarna e piolhos.
    • Antibióticos orais: Tetraciclinas, eritromicina e outros antibióticos de largo-espectro podem provocar o prurido, provavelmente devido a diarréia.
    • Doença sistêmica: Diabetes Mellitus, doenças do fígado.
    • Sexo anal: Traumatismo da penetração.

 

  • Veja a Imagem Prurido idiopático com dermatite de grau moderado provocada pela coceira
  • Veja a Imagem Prurido idiopático com dermatite de grau intenso provocado pela coceira
  • Veja a Imagem Dermatite de contato subaguda
  • Veja a Imagem Dermatite de contato crônica
  • Veja a Imagem Dermatomicose – Candidíase perianal: Eritema, escamas esbranquiçadas e descamativas
  • Veja a Imagem Dermatomicose – Tinha crural: Lesões eritemoescamosas e bordas nítidas

Quadro clínico:

O prurido anal, de intensidade e freqüência variável, pode afetar apenas a região perianal inicialmente e posteriormente se espalhar para a vulva ou o escroto. Normalmente é mais intenso à noite. O alívio que se sente após o coçar é sempre passageiro e quando mais se coça mais vontade dá de se coçar.

Diagnóstico:

Exame proctológico

Achados no exame podem ser negativos, mas a hiperemia e o edema são comuns e no prurido crônico a pele perianal encontra-se úmida, espessada, com fissuras e escoriações. Doenças anorretais que causam o prurido normalmente são diagnosticadas no exame inicial.

As causas dermatológicas secundárias

  • Dermatopatias:
    • psoríase – associado com o envolvimento dos cotovelos, joelhos e couro cabeludo;
    • dermatite seborréica – associado com o envolvimento do couro cabeludo, face, e tronco;
    • eczema atópico – normalmente afeta as superfícies de flexoras dos cotovelos e joelhos;
    • líquen plano – são lesões violáceas e papulosas que envolvem múltiplos locais;
    • dermatite de contato – normalmente existe uma história de contato com ungüentos, desodorantes, pós, sabões e supositórios.
  • Infecções:
    • fungos – na suspeita realiza-se a pesquisa por citologia ou biópsias;
    • bacterianas – primária ou secundária às escoriações causadas pela coceira.
  • Parasitas:
    • sarna – as lesões características estão também presentes entre os dedos e nos pulsos;
    • piolhos – presença de lêndeas e pelo encontro do inseto;
    • oxiúrus – exame da fita gomada e é principalmente um problema de crianças.

Tratamento:

O tratamento para este problema é embaraçoso e freqüentemente os pacientes que procuram o proctologista receberam até este momento pouca ajuda. É baseado principalmente na confiança, paciência, educação e no acompanhamento de perto; elementos estes fundamentais para o sucesso do tratamento. Os pacientes têm que aceitar que uma dificuldade inicial é freqüente e não deve desencoraja-los.

Cuidados a serem seguidos inicialmente por todos os pacientes associado ao tratamento específico para os secundários.

  • Evite o uso do papel higiênico;
  • Faça a higiene anal com água e sabão neutro de manhã, à tarde, à noite e após às evacuações secando com um tecido macio ou com o próprio papel higiênico e usar talco ou maizena;
  • Usar roupas íntimas de linho ou algodão;
  • Atenda sempre a vontade para evacuar e procure criar um horário para sentar no vaso sanitário, e fique cerca de 10 minutos, sempre evitando o esforço desnecessário. Dê preferência após a primeira refeição da manhã, sendo esta mais volumosa com o acréscimo de frutas naturais, sucos e líquidos.
  • Beba líquido em abundância. Inclua em sua dieta água e sucos naturais na quantidade mínima de dois litros diários distribuídas em 5 a 6 tomadas;
  • Evite condimentos, molho, picles, frutos do mar, café, bebidas alcoólicas (champanhe e vinho do porto principalmente), enlatados, tomates e derivados e chocolates;
  • Este talco é manipulado nas farmácias de manipulação e pode ser usado em pruridos primários e secundários. Talco-120 g + Óxido de Zinco-60g + Ácido Bórico-10g + Alcanfor (Cânfora)-2g. Usar 3 vezes ao dia após a higiene local com água e sabão neutro de glicerina conforme o orientado na dieta;
  • Usado apenas sob orientação médica, pois só pose ser utilizado nas casos primários. Fluocinolona-0,1% + Vitamina A-2% + Extrato de Própolis-5% + Creme iônico POLOWAX-20g. À noite, faça a higiene da região anal com bastante água para retirar o talco e nas primeiras 10 noites use uma fina camada deste creme