OBESIDADE E CÂNCER DE INTESTINO

<paramname=”movie”value=”https://www.youtube.com/v/5SGXqv8sdnY?version=3&autoplay=1&loop=1&playlist=5SGXqv8sdnY”/>

A obesidade, principalmente a abdominal, avaliada pela relação cintura-quadril, está associada ao aumento no risco para o câncer de intestino.

Esse risco é maior para aqueles que aumentam o peso entre a idade do adulto jovem (20 a 40 anos) e a meia-idade (40 a 65 anos) e principalmente para aqueles na categoria de maior ganho de peso.

Para calcular a relação cintura-quadril deve-se utilizar uma fita métrica medindo:
O tamanho da cintura, na região entre a última costela e o umbigo.
O tamanho do quadril, na parte mais larga das nádegas.
Divide o valor que se obteve do tamanho da cintura pelo tamanho do quadril.

Risco de saúde

Baixo
Mulher – Inferior a 0,80
Homem – Inferior a 0,95

Moderado
Mulher – 0,81 a 0,85
Homem – 0,96 a 1,0

Alto
Mulher – Superior 0,86
Homem – Superior 1,0

Para eliminar a gordura visceral é necessário fazer uma dieta hipocalórica, sem açúcares e praticar uma atividade física, como caminhada por 30 minutos, todos os dias, durante 3 meses, para perceber a redução da barriga.

Neste caso, procure o endocrinologista, um nutricionista e faça academia sob orientações do profissional de educação física.

Visite o meu site, www.derival.com.br, e veja tudo sobre a especialidade da coloproctologia e veja quando a colonoscopia deve ser realizada para diagnóstico e para a prevenção do câncer de intestino.